Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Li Keqiang encontra-se com representantes empresariais chineses e estrangeiros na Conferência Anual 2014 do Fórum Asiático de Boao
 
  ( 2014/04/11 )
 
 

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, encontrou-se, na tarde desta quinta-feira (10), em Boao, na província chinesa de Hainan, com representantes de famosas companhias transnacionais chinesas e estrangeiras, que participam da Conferência Anual 2014 do Fórum Asiático de Boao.

Li Keqiang afirmou que o tema do evento é "o novo futuro da Ásia". Os participantes vão discutir como promover a recuperação econômica mundial, e o crescimento contínuo e sadio dos blocos econômicos emergentes, a fim de consolidar o desenvolvimento asiático, a cooperação e o benefício recíproco entre o continente asiático e o mundo.

Li Keqiang trocou opiniões com os empresários sobre o ambiente de investimento, proteção ambiental e poupança energética, participação das companhias transnacionais no processo das reformas chinesas.

A China está dedicando-se a ampliar as reformas e ampliar a abertura, além de criar um bom ambiente, de competição justa, para as empresas de capital estrangeiro, tanto único quanto capital misto, registradas na China, sublinhou o primeiro-ministro.

Com o fim de concretizar a modernização, o país enfrenta nível baixo de ocupação per capita, de recursos e energia.

O país envidará esforços para promover o desenvolvimento nos setores de energia limpa, emissão baixa de carbono, proteção ambiental e poupança energética. A China dá boas-vindas às companhias transnacionais que venham cooperar e compartilhar tecnologias com as empresas chinesas.

Os representantes empresariais assinalaram que o Fórum Asiático de Boao demonstrou grandes êxitos no desenvolvimento do país. As empresas estrangeiras elaboram suas próprias estratégias para se adaptar às demandas do desenvolvimento econômico chinês. As companhias transnacionais esperam ampliar os investimentos na China, expandir os negócios e ampliar a oferta de benefícios recíprocos e cooperação.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us