Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Reformas de empresas estatais focam no reforço da supervisão de ativos estatais
 
  ( 2014/12/23 )
 
 
Foi realizada nesta terça-feira em Beijing a reunião anual da Comissão Estatal de Administração e Supervisão dos Ativos Estatais. Segundo o diretor da entidade, Zhang Yi, a Comissão vai traçar um plano preliminar para as reformas das empresas estatais para 2015, com a meta de promover a solução dos problemas relevantes no processo de reformas, e ao mesmo tempo tentar garantir o crescimento.

Desde janeiro e novembro deste ano, as empresas estatais sob a administração da Comissão, conseguiram uma receita de 39,8 trilhões de yuans, gerando um faturamento de cerca de 2 trilhões de yuans. O faturamento registrado por estatais teve um crescimento de 4,5% este ano, enquanto as cifras em 2013 e 2012 foram de 3,6% e 2,5%, respectivamente.

"Primeiro é preciso definir as funções das diferentes empresas estatais. Precisamos conhecer bem as características, metas de desenvolvimento e rumo de reformas dos diferentes tipos de empresas. Segundo é desenvolver a economia de capital mista de forma adequada, regulamentada e coordenada. As políticas devem ser implementadas conforme os diferentes setores e diferentes empresas."

Em relação ao desenvolvimento das empresas de capital misto, Zhang destacou a regulamentação do sistema de avaliação dos ativos estatais, aperfeiçoamento da fixação dos preços dos bens estatais, a transparência e o risco da perda dos ativos estatais.

"Vamos criar a lista de poderes, a lista de responsabilidades e a lista negativa. Os poderes que devem ser descentralizados serão descentralizados, e as responsabilidades que devem ser controladas serão controladas."

Os especialistas argumentam que a política de três listas à qual o diretor da Comissão se referiu, vai ajudar na alteração das funções de governo. O objetivo é reforçar a vitalidade e a competitividade das empresas.

"As entidades de supervisão das empresas estatais vão levar a cabo as reformas com muita determinação e coragem. As reformas não são aquelas alterações pequenas, mas mudanças radicais e profundas."

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us