Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Parte continental da China promete paz e estabilidade através do Estreito de Taiwan
 
  ( 2015/01/28 )
 
 
A parte continental da China vai manter uma situação estável através do Estreito de Taiwan e conter as atividades de "independência de Taiwan", reafirmou na terça-feira um dirigente chinês de alto nível.

"Vamos pôr em prática os princípios e as políticas lançados pelo grupo de líderes sobre o assunto de Taiwan, ser amigos dos compatriotas do outro lado do Estreito e promover o desenvolvimento pacífico das relações através do Estreito. Vamos criar condições favoráveis para resolver o assunto de Taiwan e concretizar a reunificação da pátria", disse Yu Zhengsheng, presidente do Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), o órgão consultivo político mais importante do país.

O líder chinês fez a afirmação ao discursar em uma reunião anual entre os funcionários de instâncias central e local e responsáveis pelos assuntos relacionados com Taiwan.

Na opinião deste político chinês, as autoridades centrais atualizaram no ano passado as políticas relevantes com base na situação atual. Essas políticas foram efetivamente implementadas pelos departamentos locais, o que resultou no progresso notável no relacionamento através do Estreito, disse.

A parte continental da China vai consolidar a confidança política mútua e manter os intercâmbios favoráveis com o outro lado do Estreito com base na adesão ao Consenso de 1992 e se opor à "independência de Taiwan", diz um comunicado emitido após a reunião.

Segundo o mesmo documento, a parte continental deve promover ativamente os diálogos de continuação para o Acordo-Quadro de Cooperação Econômica, um tratado econômico assinado em 2010.

Do lado da parte continental haverá mais medidas a favor de relações econômicas mais próximas e que beneficiem o máximo possível pequenas empresas, agricultores e pescadores.

Enquanto isso, a parte continental da China prometeu facilitar intercâmbios entre os jovens e proteger os direitos e interesses legais dos taiwaneses que vivem no continente.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us