Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > Notícias
 
 
  Companhias são ordenadas a empregar veteranos soldados em meio a corte de tropas
 
  ( 2015/10/19 )
 
 
O governo chinês ordenou que companhias estatais arranjem trabalhos para soldados aposentados conforme o exército planeja reduzir 300 mil membros de suas tropas nos próximos dois anos.

O Ministério dos Assuntos Civis e a Comissão de Supervisão e Administração de Ativos Estatais juntamente distribuíram um documento onde pede que as companhias reservem 5% de seu recrutamento total para qualificados veteranos, anunciou a pasta em uma reunião na segunda-feira. As autoridades verificarão anualmente o número, segundo o documento.

"O ajuste dos soldados desmobilizados é importante para a defesa e a construção do exército e também da harmonia e estabilidade sociais", disse o ministro da pasta, Li Liguo. Ele disse que o documento é um importante passo para a reforma militar pois ajudará a administrar ex-soldados e atrair mais recrutas de elite, melhorando o poder de combate.

A China tem uma tradição de transferir qualificados soldados veteranos para órgãos e empresas governamentais para apoiar suas vidas fora do exército. Outros conseguirão uma compensação considerável baseada na duração de seus serviços.

O presidente Xi Jinping anunciou um corte de 300 mil membros de suas tropas durante um discurso do Dia de Vitória em setembro.

"Todas as companhias nacionais têm a responsabilidade e a obrigação de aceitar e fixar veteranos", disse o documento. "As companhias diretamente sob o governo central devem tomar a iniciativa e guiar outras companhias a implementá-la."

As companhias nunca são permitidas emitir quaisquer documentos que avaliem de forma discriminatória os soldados aposentados e não podem recusar a recebê-los ou usá-los como empregados contratados, advertem os documentos.

 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us