Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  Visita de Abe a Yasukuni desafia decisão de tribunal internacional, diz China
 
  ( 2014/01/09 )
 
 

Numa entrevista à Al Jazeera, o ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, disse que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, deve "respeitar o conhecimento intuitivo da humanidade e a linha básica da justiça internacional".

As declarações surgem na sequência de mais uma visita do líder nipônico ao Santuário Yasukuni, que segundo Wang Yi está a tornar-se num "símbolo de embelezamento da Segunda Guerra Mundial".

Wang Yi disse que neste santuário são homenageados 14 criminosos de guerra de classe A, julgados pelo Tribunal Militar Internacional para o Oriente Extremo. Shinzo Abe visitou o local, considerando que ali se encontram os "espíritos destes heróis", explicou o chanceler chinês.

Wang Yi afirmou ainda que a visita do premiê japonês desafia o julgamento do tribunal militar, bem como a ordem internacional pós-guerra. Wang Yi manifestou preocupação com a direção "perigosa" que o Japão está a tomar.

O chanceler chinês defendeu que a comunidade internacional não deve permitir o recuo da história. O povo chinês condena e não aceita as visitas ao Santuário Yasukuni, realçou.

Wang Yi apelou por último ao líder japonês que siga o caminho pacífico, de forma a voltar a ganhar a confiança dos países vizinhos.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us