Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  Visita do presidente chinês a Sochi aprofundará relações sino-russas
 
  ( 2014/02/05 )
 
 
A Rússia, pela segunda vez, será o primeiro destino no exterior do presidente chinês Xi Jinping do ano.

Em março de 2013, Xi fez uma visita de Estado à Rússia logo depois que tomou posse como presidente chinês.

A programada visita de Xi à Rússia de 6 a 8 de fevereiro e participação na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Inverno de Sochi será sua primiera viagem ao exterior em 2014.

Também será a primeira participação de um presidente chinês em um grande evento esportivo no exterior, o que demonstra o forte apoio da China à Olimpiada e aos esforços da Rússia para sediar os jogos.

Vladimir Putin, então primeiro-ministro russo, participou da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Beijing em agosto de 2008.

O professor Yuri Tavrovsky da Universidade de Amizade dos Povos da Rússia, com sede em Moscou, disse à Xinhua que é um novo passo das relações bilaterais que os líderes de Estado estendem suas interações das ocasiões diplomáticas tradicionais às menos formais como os eventos culturais e esportivos.

No ano passado, além da visita de Estado de Xi, o presidente chinês e o presidente russo Putin se reuniram quatro vezes nos eventos internacionais.

Essas ocasiões foram a cúpula do bloco BRICS em Durban da África do Sul, a cúpula do G20 em São Petersburgo, a cúpula da Organização de Cooperação de Shanghai em Bishkek no Quirguistão e a reunião econômica informal dos líderes da Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico em Bali na Indonésia.

Além disso, o primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev visitou a China em outubro, realizando reunião com o presidente Xi e o primeiro-ministro chinês Li Keqiang.

Li Hui, embaixador chinês à Rússia, disse à Xinhua que a visita estatal do presidente Xi no ano passado abriu uma nova página e levou as relações bilaterais a um novo nível.

Os dois países têm mostrado apoio e entendimento mútuos nos assuntos que são importantes para ambas as partes, disse o embaixador Li.

Como este ano marca o 65º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas dos dois países vizinhos, a China e a Rússia estão fortalecendo e estreitando as relações, sob a abrangente parceria cooperativa estratégica.

O laço sino-russo forte de alto nível não é apenas do interesse dos dois países, mas também serve como uma garantia importante à paz e estabilidade mundial.

A China e a Rússia trabalharam conjuntamente também em diversos assuntos internacionais e regionais, como os relacionados com a Síria e o Irã, mantendo a comunicação estável e a cooperação efetiva.

Depois que o comércio bilateral bateu recorde de US$ 88 bilhões em 2012, os dois países planejaram aumentar o volume para US$ 100 bilhões até 2015 e US$ 200 bilhões até 2020.

"A maior chance da cooperação econômica pode estar na Região do Extremo Oriente da Rússia, que fica perto da China e o maior enfoque atual do desenvolvimento russo", disse professor Tavrovsky, acrescentando que "a China deve participar do desenvolvimento da região".

Os dois países podem ser complementares pois a China tem tecnologias e experiências enquanto a Rússia tem recursos naturais, disse ele.

Os dois países organizaram três anos temáticos nos últimos anos. O ano de 2013 foi o Ano do Turismo da China na Rússia seguindo-se ao Ano do Turismo da Rússia na China em 2012, que buscavam aumentar os laços turísticos e intercâmbios humanísticos entre os dois países.

Antes disso, houve o Ano Nacional China-Rússia 2006-2007 e o Ano de Idiomas China-Rússia 2009-2010.

Em 2014 e 2015, os dois países sediarão respectivamente o Ano de Jovens para Intercâmbios de Amizade China-Rússia.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us