Home Embaixador Embaixada Relações bilaterais China ABC Serviço Consular Contactos  
 
 
 
 
  Home > temas actuais
 
 
  China toma iniciativa em intercâmbios internacionais em direitos humanos
 
  ( 2014/05/28 )
 
 

A China continuou tomando a iniciativa nos intercâmbios e cooperação com outros países na área dos direitos humanos em 2013, segundo um relatório publicado hoje pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado, o gabinete do país.

A China desempenhou "um papel construtivo nos órgãos de direitos humanos das Nações Unidas e se esforçou para promover o desenvolvimento saudável dos direitos humanos na cena internacional", indica o livro branco intitulado "Progressos em Direitos Humanos da China em 2013".

A China participou das conferências multilaterais da ONU sobre direitos humanos, menciona o documento.

Ao mesmo tempo, a China aprovou sua segunda Revisão Periódica Universal (UPR, na sigla em inglês) em outubro de 2013, em Genebra. Os representantes da maioria dos 137 países participantes da revisão reconheceram plenamente os êxitos e progressos obtidos pela China nos direitos humanos, apoiando a China em sua promoção e proteção dos direitos humanos com base em suas atuais condições, destaca o livro branco.

Com seriedade e uma mente aberta, o governo chinês respondeu positivamente às sugestões e opiniões apresentadas pelos representantes de outros países durante a revisão, aceitando 204 opiniões (81% do total) relacionadas a mais de 20 áreas, incluindo a redução da pobreza, a educação e a justiça.

O relatório de revisão da segunda UPR da China foi aprovado pelo Conselho de Direitos Humanos em 24 de março de 2014, diz o documento.

A China também deu grande importância à implementação das convenções internacionais sobre direitos humanos, segundo o relatório.

O país participou de 26 convenções internacionais de direitos humanos, incluindo o Pacto Internacional de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, segundo o documento.

Ao mesmo tempo, a China participou ativamente das atividades da ONU relacionadas aos direitos humanos e aumentou o entendimento mútuo através de diálogos e comunicação sobre o tema, assinala o livro branco.

"Trabalhando estreitamente com outros países, a China continuará fazendo esforços para promover o desenvolvimento saudável dos direitos humanos em todo o mundo", indica o documento.

 
 


Suggest to a Friend
       Print
E-mail to us